Se após o acidente, a vítima passou a usar ou colocou platina ou parafuso, não consegue ficar em pé por longo período, amputou membro, perdeu a visão ou dentes e tem dificuldade de mastigar ou ficou com qualquer outra sequela, é possível dar entrada no pedido de indenização.

Indenização Por Ferimentos Graves

Por medida de segurança, não assine papeis apresentados por estranhos antes de dar entrada do seu pedido de indenização do DPVAT, principalmente se o acidente envolveu veículos de empresas: Ônibus, Caminhão de Transportadora, Veículos novos e outros.
O PEDIDO DO DPVAT POR (INVALIDEZ) FERIMENTOS GRAVES NÃO TIRA O DIREITO DE PEDIR O DPVAT POR DESPESAS MÉDICAS (DAMS)

Os seguintes documentos são necessários:

Documentos Pessoais
  • Identidade / Cert. Nasc. / CNH / CTPS
  • CPF da vítima
  • Comprovante De Residência
  • Curatela Autenticada, no caso de alienação
  • Extrato de Conta Poupança ou Corrente
  • Autorização de Pagamento (Clique para imprimir o modelo)
Na ausência de comprovante de residência, preencha esta Declaração de residência.
Documentos Médicos
Documento Policial
  • Registro de ocorrência ou boletim de ocorrência

Para darmos entrada na sua indenização do DPVAT de invalidez (acidentes graves), existem duas formas

Primeira:

Com o atendimento em nossa sede para beneficiários que residem na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro.

Ficamos em:
Estrada do Portela n° 126/201 Madureira – RJ. 21351-050, Próximo ao shopping POLO 1 em frente ao Banco do Brasil.

Segunda:

Para que seus documentos sejam analisados por nossos técnicos antes de ser dada entrada no pedido de indenização ou reembolso, garantindo a conformidade com as exigências feitas pela seguradora, caso não haja condições de comparecimento pessoal em nossa sede, é possível enviar a documentação por SEDEX ou carta registrada, aos cuidados do Serviço Social do CCSEM. Envie também seus dados para contato em caso de dúvidas de nossa equipe (telefones fixo e celular e e-mail).
Assim que a documentação chegar em nossa sede, será feita a análise de nossos técnicos e, então, estando a documentação de acordo com a lei, daremos entrada no seu pedido ao seguro DPVAT. A indenização e/ou reembolso será depositada pela seguradora, na sua conta poupança ou corrente, em qualquer município brasileiro, no prazo (estabelecido pela seguradora) de 30 dias.
Caso a documentação enviada esteja em desacordo com a lei do DPVAT, nossos técnicos entrarão em contato com o requerente, a fim de orientá-lo para que o mesmo cumpra as exigências necessárias. Por isso, é muito importante que as formas de contato sejam enviadas juntamente com a documentação.